Jornal do Passarinho Colorido

Nesta edição do Jornal do Passarinho Colorido nós da redação estamos apenas praticando o ofício. Poderíamos estar mentindo, poderíamos estar desinformando, mas estamos apenas honestamente dizendo a verdade e nos divertindo com a escrita e a WWW. Pretendemos aqui somente revistar os tantos recursos, explorar as diversas mídias e os intricados mecanismos da internet. É o que nos resta para fazer neste mundo claustrofóbico e tecnológico.

Subtítulo – Porque um no Jornal do Passarinho Colorido?

Ninguém está à toa na internet, muito menos o Jornal do Passarinho Colorido, mesmo que ele não tenha muitas notícias para dar. O subtítulo ajuda o post a se sair melhor nos sistemas de busca. Isso é uma loucura porque o nosso editorial discorda completamente do que está sendo indiretamente veiculado aqui.

O Jornal do Passarinho Colorido acessou a administração de seu sítio no WordPress para “incorporar” o videozinho incorporado acima, uma animação feita no Blender – nível kindergarden, justamente para divulgar o próprio endereço.

A forma que encontramos de inserir um vídeo no post do WordPress então exigiu que publicássemos no Youtube o tal vídeo. É sempre constrangedor ir ao canal de Youtube do www.passarinhocolorido.com.

O cantor canta mal, mas quando conseguiu comprar seu violão de segunda mão se empolgou um pouco demais. O som do aço, quando o brasileiro ouve, já faz ele pensar que é no mínimo o Bon Jovi, e enfim, ele poderia ter gastado todo seu dinheiro com botas de couro de cascavel, mas apenas gravou videozinhos com seu violão. As canções são boas, mas aquela que tem o melhor título, o mais comprido, que mais agrega valor ao nosso post, é a “Eu pagaria dez reais em uma esfirra do Habbib’s.

Gostaríamos mais é de estarmos vendendo o Guindaste Metafórico. Infelizmente, porém, quem visualizar a animação pode acabar descobrindo este canal de Youtube horroroso, que não apagamos porque não ter o que dizer é, talvez, a grande chave da internet. Lidar com a falta de assunto, de forma honesta, é o grande talento do poeta, afinal. O Guidaste Metafórico é justamente uma reflexão sobre a inoperância da faculdade linguística nas ocasiões em que falta o digníssimo assunto, já que sem ele nunca haverá imprescindível propósito.

É por essas e outras que o Jornal do Passarinho Colorido deseja boa noite.

Boa noite!